Sobre migrar, ops… mudar!

As tantas Mikaelas que cabem dentro do meu eu, me pedem tantas coisas a todo momento... Cozinhe, escreve, relembre os acordes básicos e volte a arranhar algo no violão, dance, corra, cuide de mais animais, seja mais presente com a família, estude, se dedique ao trabalho, tire um tempo para você. COMO fazer tudo isso junto?

A divisão das datas do ano podem me ajudar a organizar todos esses afazeres para não virar uma bagunça, é quase natural a aproximação da família no fim do ano, já no começo sempre da mais gás para começar um curso novo, colocar um projeto antigo no papel e é exatamente por esse motivo que estou aqui escrevendo.

O objetivo era começar um texto sobre migração de carreira que eu já tinha rascunhado zilhões de vezes. Mas mais do que escrever como programadora em formação que decidiu migrar, eu tenho a necessidade de escrever e ponto, só escrever. Nesse ano dos 30, anotei várias metas gostosinhas de fazer, e essa já é uma delas. Criei outra conta só para escrever sobre carreira, resultados, dificuldades e quem sabe artigos.

Nesse processo de me colocar em movimento e fazer uma auto analise, me percebo mudando mais uma vez. Em construção mas mais um pouquinho dona de mim. Querendo me apropriar do que eu costumava dar.

Aqui vai continuar sendo meu, sem objetivo de reconhecimento e do jeito que eu puder fazer.

Gosto de escrever umas paradas e umas receitas as vezes.

Gosto de escrever umas paradas e umas receitas as vezes.